Menu


    Policiais abordam viciados, evangelizam e doam água e comida: ‘Quando Deus toca, o homem sente’

    09 NOV 2017
    09 de Novembro de 2017

    A cracolândia, em São Paulo, é um reduto de dependentes químicos que, por diversas razões, terminaram abandonados pela família e rendidos ao vício, e também uma demonstração da ineficiência das políticas públicas no amparo a essas pessoas. Assim, um gesto de policiais militares que evangelizaram e oraram por um grupo de viciados em uma das cracolândias do estado se tornou viral nas redes sociais através de um vídeo.

    Policiais que faziam ronda por uma linha férrea na cidade de Presidente Prudente, interior paulista, se depararam com um grupo de usuários de drogas no local, que ficou conhecido pelo mesmo apelido do reduto de usuários de droga da capital do estado.

    Os PMs pararam, conversaram com aquelas pessoas, falando do poder transformador do Evangelho, e fizeram uma oração. O vídeo, gravado pelo subtenente Paulo Sérgio das Neves Rodrigues, teve mais de 345 mil visualizações em 10 dias no Facebook.

    “Na data de hoje (27) Equipe ROCAM e Rádio Patrulha da Primeira Companhia do 18º BPMI, durante averiguação de tráfico de drogas na linha férrea de Presidente Prudente, depararam com várias pessoas dependentes químicas que estavam no local, após a abordagem e vistoria, os policiais militares foram impulsionados pelo Espírito Santo de Deus para que fizessem uma oração para aquelas pessoas e falassem do amor de Deus e da importância que elas têm para seus familiares e para Jesus”, explicou.

    “Na oportunidade foi fornecido algo para aquelas pessoas comerem e beberem. Mesmo sendo algo muito simples, foi para todos muito importante. Nós policiais militares recebemos muito mais do que doamos. Deus é fiel, digno de toda honra e toda glória”, acrescentou o PM.

    Ao portal G1, o subtenente Rodrigues afirmou que o gesto tem um significado maior do que apenas solidariedade: “A gente sempre vê praticamente as mesmas pessoas ali. Aí comecei a falar um pouco para eles como pessoas, eles falavam que é muito difícil, que não queriam estar ali e a gente entende que não queriam. Falei para eles que Jesus poderia tirá-los dali, como outros já saíram, e comecei a falar de Jesus para eles”, disse.

    “Neste dia, de fato, alguns deles se comoveram, se entregaram às lágrimas. Creio que o Espírito Santo tocou no coração, porque, quando Deus toca, o homem sente. Eu sei que é muito difícil para eles, eu expliquei isso para eles. Disse que nós, policiais militares, não temos prazer em abordá-los ali, a gente queria encontrar com eles em outras situações, outros lugares”, concluiu.

    Assista ao vídeo:

    Fonte: Gospel Mais
    Voltar

       88,3 FM o amor de Deus para os nossos corações